Inovações tecnológicas na logística: Veja quais são as principais

25 de outubro de 2021
tecnologia

Nos últimos anos, uma estratégia que tem crescido bastante no setor logístico são os sistemas tecnológicos avançados. E a partir dessas inovações, as transportadoras têm revolucionado suas operações, tornando-as mais eficientes. Desse modo, ao buscar inserir tais inovações tecnológicas nos processos logísticos, resulta em impactos positivos, assegurando a competitividade e mantendo a empresa produtiva.

Neste contexto, as inovações nada mais são do que ferramentas, mecanismos e softwares que surgiram e vêm sendo implementados na logística. Com isso, é possível automatizar processos, aumentar a segurança, otimizar custos, melhorar a experiência do cliente, entre outros.

Posto isso, para entender melhor sobre as inovações tecnológicas na logística, a seguir conheceremos as principais. Confira:

Inteligência artificial

A inteligência artificial, também conhecida por IA,  é um dos maiores exemplos de inovação tecnológica e que tem afetado positivamente o setor logístico. Esta é uma ferramenta que auxilia tanto os processos operacionais como os estratégicos. Isso porque, a IA permite que uma máquina tome decisões autônomas durante o processo de produção, ou seja, as atividades passam a ser realizadas de modo mais rápido e assertivo.

Além do mais, o AI automatiza os processos repetitivos de aprendizagem por meio da descoberta de dados, assim analisa-os, a fim de que possa utilizá-los para auxiliar nas tomadas de decisões.

Rastreamento 

Certamente este é um dos sistemas mais importantes, visto que permite acompanhar as entregas das cargas em tempo real. O rastreamento é simples e muito utilizado, já que possibilita transmitir essas informações em tempo real também para os clientes e seus consumidores. Outra função fundamental é auxiliar na identificação de possíveis adversidades durante o trajeto, com intuito de tomar as devidas providências de forma rápida para que não altere a data de entrega.

WMS 

O WMS já é um sistema bastante utilizado na logística, o qual tem como objetivo realizar o gerenciamento dos armazéns. Sendo que envolve diferentes tecnologias como códigos de barras, redes locais sem fios, RFID, identificação automática, entre outros. Em vista disso, mantém o banco de dados viabilizando o processamento em lote, além de permitir transmissão em tempo real, geração de relatórios e integrando outros sistemas.

Ademais, com o WMS é possível oferecer aos clientes funcionalidades como agendamento de recibo, recebimento, endereçamento, armazenamento, separação, expedição e outros.

Roteirizador 

Essa tecnologia possibilita realizar o planejamento de rotas, visando garantir percursos mais eficazes, otimizando a distribuição. Com o roteirizador consegue-se verificar os gastos com combustível, o tempo de entrega, as restrições no trânsito, pontos com pedágios, estradas com má infraestrutura e inseguras, dentre outros. Por esse motivo, esse sistema ajuda a tornar o processo de entrega mais rápido e seguro, além de assegurar que as entregas sejam feitas no prazo estipulado.

TMS

O TMS (Transportation Management System), também conhecido por Sistema de Gerenciamento de Transportes, como o próprio nome já diz, consiste na gestão de transporte. O seu principal objetivo é executar rotinas como controle das frotas, gestão de custos, auditoria de fretes, monitoramento das entregas, entre outros.

Internet das Coisas

A Internet das Coisas trata-se da integração dos mais diversos objetos eletrônicos por meio de conexão com a internet, o que proporciona controlar as máquinas por dispositivos. Essa é uma das inovações mais crescentes dos últimos anos, ainda mais porque permite o monitoramento dos processos industriais em tempo real. Além disso, simplifica o controle das etapas logísticas, facilitando a identificação dos status dos produtos durante o seu transporte.

ERP

Enterprise Resource Planning ou Planejamento de Recursos Empresariais, é um sistema que permite a integração de várias áreas. O ERP na logística serve para auxiliar, por exemplo, quando um pedido for lançado no sistema, automaticamente será enviado para o setor de estoque. Com isso, agiliza o procedimento de separação dos pedidos e em seguida possibilita dá baixa na quantidade de itens existentes no estoque.

Sendo assim, a partir de todas essas informações, é possível dimensionar quantos veículos precisarão para realizar as entregas. Outra questão é que o setor de compras recebe o alerta sobre a necessidade de reposição de determinados itens.

Big Data 

Com a tecnologia do Big Data a análise de dados torna-se uma ação rápida e segura, uma vez que analisam grandes quantidades de dados e trabalham para que haja um melhor entendimento sobre os negócios. Ao analisar os dados, o Big Data ajuda a identificar os principais pontos que precisam de melhoria, otimização ou ainda serem apenas corrigidos.

Hiper Automação

A saber, a hiper automação utiliza de várias inovações tecnológicas juntas nas operações logísticas. Em geral incluem ferramentas de machine learning, pacotes de software e automação de processos por robôs. O que resulta em um combo de automação, o qual engloba ferramentas, descobertas, análise, desenvolvimento, medição, monitoramento e levantamento de indicadores em todas as etapas do processo.

Portanto, essas são algumas das ferramentas de tecnologias utilizadas no setor logístico, consideradas como as principais inovações. Estas visam a melhoria dos processos, aumento da produtividade, da satisfação dos clientes e principalmente ganhos em vantagens competitivas.